Miristicina

Miristicina

Nome(s): Miristicina / Metoxi-safrol | Myristicin
Fórmula Molecular: C11H12O3
Número CAS: 607-91-0
Características: Líquido oleoso levemente amarelado
Fontes Naturais: Óleos essenciais de noz-moscada, pimenta longa, salsa e outros
Aplicações: Medicamentos, bebidas e alimentos (aromatizante) e perfumes (agente modificador de notas picantes)

 

Escrito por Wagner Azambuja

 

Miristicina

 

A miristicina (myristicin), ou metoxi-safrol, CAS Number 607-91-0, é uma substância líquida pouco solúvel na água, mas solúvel em etanol e acetona, naturalmente encontrada nos óleos essenciais de noz-moscada (Myristica fragans), casca de anta (Drimys angustifolia), salsa (Petroselinum crispum), pimenta longa (Piper hispidinervum) e outros. Análoga ao safrol e ao dilapiol, trata-se de um fenilpropanóide trioxigenado que apresenta um grupo metilenodióxi e um grupo metoxila ligados ao anel aromático, com ponto de ebulição em 276,5º C, densidade de 1.1437 g/cm3 – portanto mais pesada que a água – e massa molar de 192.211 g/mol.

“A partir da hidrólise da miristicina obtém-se o ácido mirístico (ácido tetradecanóico), uma gordura comumente utilizada como substituta da manteiga de cacau.”

 

 

 

Isolada pela primeira vez em 1903, a partir da noz-moscada, a miristicina sempre foi alvo de muita discussão no meio científico, afinal, ela é transformada em um tipo de anfetamina no organismo humano, o que faz dela uma substância muito peculiar. Em altas concentrações, por exemplo, ela pode agir de maneira semelhante ao ecstasy, uma perigosa droga psicoestimulante capaz de provocar ataques de excitação, alucinações visuais, distorções de cores, fuga da realidade e despersonalização. Por outro lado, comprovou-se que a miristicina, quando corretamente administrada, é capaz de estimular a regeneração das células hepáticas, aumentar a contração muscular da bexiga, útero e intestinos, ativar a glutationa S transferase (prevenindo, portanto, a formação de tumores) e ajudar em casos de depressão. Por fim, convém gizar que a miristicina faz parte do nosso cotidiano, afinal, o óleo essencial de noz-moscada é empregado em uma grande variedade de produtos, de alimentos e bebidas, como aromatizante, à perfumes, como agente modificador de notas picantes.

Deixe um comentário