Perfumes – Notas Doces, com Vanilina

Notas Doces, com Vanilina

 

A vanilina, cujos grupos funcionais incluem o aldeído, o éster e o fenol, pode ser encontrada sob a forma de cristais brancos, ou ligeiramente cremes, no interior das bagas da baunilha, uma orquídea de nome científico Vanilla planifolia. Este composto natural, isolado a partir do óleo essencial de baunilha, já foi bastante empregado como flavorizante em alimentos, bebidas e fármacos, entretanto, devido à escassez, desperdícios e conseqüentemente preço do óleo, aumentou-se a preferência pela vanilina sintética – em substituição à natural. A primeira síntese comercial da vanilina teve início com o eugenol, pois era o composto natural mais prontamente disponível, porém, atualmente, a vanilina artificial é sintetizada a partir do guaiacol ou da lignina, um constituinte natural da madeira usada na indústria de papel. Com odor característico de baunilha, ela pertence à família olfativa das notas doces, sendo utilizada – tanto a natural quanto a sintética – na composição de diversos perfumes, como no Must (1981), de Cartier, FEMME de Montblanc (2006), de Montblanc, Daisy (2007), de Marc Jacobs, Ed Hardy for women (2008), de ED HARDY e 212 VIP (2010), de Carolina Herrera entre outros.

FEMME de Montblanc (2006), de Montblanc

 

FEMME de Montblanc apresenta uma fragrância floriental de cor violeta revestida de facetas frutadas e delicadamente saborosas. A impressão inicial do perfume concentra-se nas notas frutadas, onde existe uma associação de bergamota, pêssego, abacaxi e framboesa, conjunto este temperado com cardamomo. O coração combina a flor de laranjeira, a rosa e o heliotrópio. E o fundo oriental, por sua vez, mistura o patchouli, a madeira de sândalo e o vetiver com notas de fava-tonka, chocolate e baunilha. Perfumista: Pierre Bourdon, Fragrance Resources.

Daisy (2007), de Marc Jacobs

 

Daisy é um eau de toilette com frescor e inocência rebelde. Como a mulher que escolhe seu aroma, é sofisticado, mas não se prende à seriedade; é enérgico, repleto de sedução, mas muito simples. Quanto à fragrância, trata-se de um perfume fresco, florido e aveludado com aromas amadeirados, herbais e almiscarados. Seu coração de violeta e jasmim funde-se com estimulantes aromas de morango selvagem e de folha de violeta. Por fim, as notas de fundo revelam uma combinação de madeiras brancas, almíscares e de infusão de baunilha. Perfumista: Alberto Morillas, Firmenich.

Ed Hardy for women (2008), de ED HARDY

 

A fragrância abre com notas de maçã suflê, toranja vermelha e morango. O coração mistura notas florais de flor de tília, frésia e lírio-do-vale. O seco mistura creme de baunilha e almíscares. Perfumista: Caroline Sabas, Givaudan.

212 VIP (2010), de Carolina Herrera

 

Trata-se de uma essência inspirada nas pessoas mais criativas de Nova Iorque e em todos os talentos que escrevem a história daquela cidade. O 212 VIP é um perfume alegre e sedutor que combina o estilo urbano e a atitude. Sua fragrância é composta de três temas aromáticos: um divertido (com toque de frutas exóticas), um socialite (gardênia) e um elegante (baunilha e fava-tonka).

Comments

Deixe um comentário

error: Content is protected !!