Perfumes – Notas Ambaradas, com Ambroxan

Notas Ambaradas, com Ambroxan

 

O ambroxan é sintetizado a partir do esclareol, um álcool diterpênico presente naturalmente na sálvia esclaréia. Trata-se de um éster, na forma de cristais brancos, que apresenta uma nota ambarada (um tanto metálica) de qualidade mais intensa, com excelente desenvoltura. Na perfumaria, é utilizado como nota de fundo, pois é capaz de prolongar a duração e traz um toque aveludado com uma sensualidade incomparável. O ambroxan, também, possibilitou a substituição do ambergris natural nos perfumes, que é uma secreção do cachalote (um tipo de baleia). Pode ser encontrado em perfumes como Rumeur (2006), de Lanvin, ANA (2010), de ANA HICKMANN, Bang Bang (2011), de Marc Jacobs, Loverdose (2011), de DIESEL, Acqua di Gio Essenza (2012), de Armani, entre outros, além de ser utilizado como fixador de fragrâncias.

ANA (2010), de ANA HICKMANN

 

ANA de ANA HICKMANN possui uma composição perfeita de notas de saída vibrantes, com verbena, folha de limão e bergamota, que remetem à imagem de frescor e leveza. Depois, a fragrância evolui para um jardim poético com a presença das violetas, flores de laranjeiras e orquídeas, que, inebriadas pelas paixões, rendem-se ao toque sensual das frutas vermelhas. Por fim, os acordes sofisticados de madeiras preciosas cristalizam a sensualidade, ao entrelaçar-se com notas quentes de âmbar, baunilha e do musk branco. Perfumista: Marion Costero, IFF.

Bang Bang (2011), de Marc Jacobs

 

Mais doce e suave que Bang, porém não menos fresco, Bang Bang revela inicialmente notas de limão e de funcho, condimentadas com grãos de coentro e de cardamomo. No coração, o patchouli é mesclado com a sálvia e o sândalo. O fundo, por fim, revela uma combinação de madeira de caxemira, benjoim e de âmbar branco. Segundo a marca, essa reinterpretação aérea e amadeirada é direcionada ao homem dinâmico e vibrante, combinando tranqüilidade natural com um look refinado. Perfumista: Yann Vasnier, Givaudan.

Loverdose (2011), de DIESEL

 

Na saída, os cítricos abrem a caixa: limões cintilantes e tangerinas suculentas. O coração, muito adocicado, revela ligeiramente notas de erva-doce e de jasmim. O fundo, entretanto, é feito de modo mais oriental e amadeirado com uma associação de baunilha, âmbar, cedro e sândalo. Segundo a marca, o perfume “deixa irresistível aquele que o usa e louco de amor aquele que se aproxima”. Perfumistas: Olivier Cresp e Honorine Blanc, Firmenich.

Acqua di Gio Essenza (2012), de Armani

 

A fragrância se abre com as tonalidades cintilantes de cascalone (molécula que lembra o frescor de águas claras), bergamota e casca de pomelo. O coração revela o paradisone e seu efeito floral/fresco, misturado ao absoluto de jasmim, ao manjericão e a sálvia. O fundo alia o patchouli, cedro Atlas, vetiver e ambroxan. Acqua di Gio Essenza é descrito pela marca como uma água de perfume carnal, intensa e sensual. Perfumista: Alberto Morillas, Firmenich.

Deixe um comentário

error: Content is protected !!