Óleo Essencial de Ylang Ylang

ylangylangtopo

NO ATACADO: em torno de USD 380,00 /L | Verificar a
disponibilidade: (42) 99981 0808 ou (42) 99114 0808

Nome

Nome

Óleo Essencial de Ylang Ylang / Óleo Essencial de Ilangue Ilangue / Ylang Ylang Essential Oil

Nome Científico

Nome Científico

Cananga
odorata

Componente de Destaque

Componente de Destaque

Geraniol e Cadineno
(cadinene)

Descrição

Descrição

Líquido amarelado com um profundo odor floral-exótico.

Principais Aplicações

Principais Aplicações

Bastante empregado na fabricação de fragrâncias e perfumes florais-exóticos e de cosméticos por sua ação equilibradora sobre a secreção das glândulas sebáceas. Na aromaterapia, é utilizado para combater o estresse, a ansiedade, a depressão e como afrodisíaco, afinal é capaz de produzir uma sensação de sensualidade, feminilidade e envolvimento.

Escrito por Wagner Azambuja
Curso de Aromaterapia

Ylang Ylang

O ylang ylang (Cananga odorata) é uma árvore perene originária das Filipinas, de porte médio, que pertence à família das Anonáceas. De madeira frágil, trata-se de uma árvore semi-silvestre, que recebeu este nome da palavra alang-ilang, do idioma malaio, que significa a maneira como as flores pendem de seus galhos. Ylang ylang, aliás, significa “flor das flores”. No Brasil, esta árvore ganhou certa popularidade a partir de 1920, época na qual era importada com o nome de “Kananga do Japão” e passou a chamar a atenção por conta do perfume exuberante de suas flores bem como de suas propriedades; afrodisíacas e suavizantes da derme. Quanto ao cultivo, o ylang ylang não é muito exigente em relação ao solo, no entanto, exige algumas condições adequadas às árvores tropicais, como clima quente e a não ocorrência de geadas.

O ylang ylang é um poderoso hipotensivo (ajuda a baixar a pressão), ansiolítico (regula o fluxo de adrenalina, relaxando o sistema nervoso) e calmante nos estados de agitação, ira, pânico e medo.”

Óleo Essencial de Ylang Ylang

O óleo essencial de ylang ylang (ylang ylang oil) é um líquido amarelado, de odor característico, extraído principalmente por arraste de vapor de suas flores frescas. É obtido, em especial, nas Filipinas, arquipélago que detinha o monopólio comercial de produção até 1990 e até hoje domina o mercado. Lá, as flores são colhidas uma vez por semana, pela manhã, e, para facilitar a colheita, as árvores são cortadas regularmente a uma altura de 2 a 3 m. Seu rendimento médio em óleo é de 1,25%, o que significa dizer que são necessários de 100 a 150 Kg de flores para se obter 1 Kg de óleo. Além disso, durante o processo de extração contínua, 4 tipos de óleos são obtidos: extra, 1, 2 e 3, onde: as frações extra e 1 são destinadas exclusivamente à perfumaria fina, pois são aquelas que melhor combinam as diferentes notas florais, trazendo elegância, volume e originalidade. Na sequência, a fração 2 é empregada em cosméticos, e, por fim, a fração 3 na fabricação de produtos menos exigentes. Independentemente destas frações, alguns componentes sempre aparecem neste óleo, tais como o germacreno D, β-cariofileno, linalol, acetato de benzila, benzoato de benzila, acetato de geranila e outros. Por fim, de acordo com Oyen e Dung (1999) em “Plant Resources of South-East Asia”, algumas destilarias, infelizmente, adicionam flores de Artabotrys uncinatus em meio as de C. odorata a fim de aumentarem o rendimento em óleo e de baratearem os custos de produção. Todavia, esta é uma prática inadequada, pois as flores de A. uncinatus não contêm a mesma riqueza e qualidade química das flores de C. odorata. Além disto, o óleo essencial de ylang ylang, por vezes, acaba sendo adulterado com acetato de benzila, benzoato de metila, benzoato de benzila e outros constituintes, naturais ou sintéticos.

Curso OnLine de Aromaterapia

Na pele, o óleo essencial de ylang ylang tem ação equilibradora sobre a secreção das glândulas sebáceas, sendo eficaz tanto no tratamento de peles oleosas como de peles secas. Além disso, tem efeito tônico e estimulante sobre o couro cabeludo, favorecendo o crescimento e o aumento do volume dos cabelos. No entanto, em razão de alguns casos de sensibilização dérmica relatados, Tisserand e Young (2014) em “Essential Oil Safety” recomendam como concentração máxima apenas 0,8% deste óleo em formulações de uso tópico com o intuito de se evitar possíveis reações cutâneas adversas. Aliás, embora não exista um consenso sobre qual ou quais componentes poderiam estar por de trás destas reações, desconfia-se do dehidrodiisoeugenol, um dímero do eugenol, encontrado neste óleo e que é considerado um agente sensibilizante. Na aromaterapia, o óleo essencial de ylang ylang também é utilizado contra o estresse, a ansiedade, a depressão e como um agente hipotensor. Neste sentido, Hongratanaworakit (2004), em “Evaluation of the harmonizing effect of ylang-ylang oil on humans after inhalation” constatou que a sua simples inalação, de fato, exerce algum efeito hipotensor (de queda da pressão arterial) através de um mecanismo ainda não esclarecido. Já em outro estudo, liderado pelo consultor neuropsiquiátrico do Hospital Psiquiátrico Rainha Elizabeth, em Birmingham, demonstrou que o óleo de ylang ylang, em associação com os óleos de lavanda e camomila, é eficaz na redução das crises de epilepsia por induzir a depressão do SNC. Por fim, diz-se que o óleo de ylang ylang é afrodisíaco, afinal, ele é capaz de produzir uma sensação de sensualidade, de feminilidade e de envolvimento.

A fração extra do óleo essencial de ylang ylang é obtida depois de 1 hora do início do processo de extração. Já o ylang ylang I, após as próximas 3 horas, o ylang ylang II após as outras 5-6 horas e finalmente ylang ylang III nas últimas 9-10 horas. A destilação completa, geralmente, chega a totalizar 20 horas!

Comprar Óleo Essencial de Ylang Ylang

ylangylangvenda

Produto: Óleo Essencial de Ylang Ylang
Marca: QUINARÍ
Registro na ANVISA: 25351.436440/2017-82

ylangylangbarcode
img-selos
Mostrando 2 comentários
  • Jussara
    Responder

    Chá Bardana (Arctium lappa)

    Uso tópico: dermatites (irritação da pele), como anti-séptico e antiinflamatório;
    Uso oral: dispepsia (distúrbios digestivos). Como diurético e como antiinflamatório nas dores articulares (artrite);
    Decocção: 2,5 g (2,5 col chá) em 150 ml (xíc chá);
    Uso tópico: aplicar compressas na pele lesada 3x ao dia;
    Uso oral: utilizar 1 xíc chá 2 a 3x ao dia.

  • antonio angelo Bocchini
    Responder

    Boa tarde,

    esse óleo é tomado via oral?

Deixe um comentário

Curso de Aromaterapia

Aprenda a como utilizar toda a energia dos Óleos Essenciais ao seu favor.

img-aromaterapia
error: Conteúdo protegido!