Óleo Essencial de Coentro

Óleo Essencial de Coentro

NO ATACADO: em torno de USD 215,00 /L | Verificar a
disponibilidade: (42) 99981 0808 ou (42) 99114 0808

Nome

Nome

Óleo Essencial de Coentro / Óleo Essencial de Coriandro / Coriander Essential Oil

Nome Científico

Nome Científico

Coriandrum sativum

Componente de Destaque

Componente de Destaque

Linalol (linalool)

Descrição

Descrição

Líquido incolor ou amarelo-pálido de aroma doce e levemente picante.

Principais Aplicações

Principais Aplicações

Na fabricação de fragrâncias e perfumes (nota doce e levemente picante) e de alimentos e bebidas, como flavorizante. Na aromaterapia, é utilizado como agente carminativo, revitalizante e diurético. Também é recomendado para distúrbios digestivos.

Escrito por Wagner Azambuja
Curso de Aromaterapia

Coentro

O coentro (Coriandrum sativum) é uma planta extremamente aromática, de sabor ardente e picante. Seu caule é cilíndrico, estriado e pouco ramificado, podendo atingir aproximadamente 60 cm de altura. As folhas do coentro lembram muito as da salsa, porém são mais arredondadas. Apresentam uma penetrante coloração verde-brilhante e exalam um forte odor característico quando esmagadas – lembrando o cheiro de percevejos. Inclusive, o nome coentro se origina da palavra Koris, que, em latim, significa percevejo. Originário do sul da Europa e do Oriente Médio, o coentro vem sendo utilizado como especiaria há mais de três mil anos. Os antigos egípcios, por exemplo, não o usavam como tempero, mas sim como planta medicinal. Atribuíam a ele diversas propriedades digestivas, calmantes e, quando usado externamente, no alívio de dores das articulações e reumatismos. Hoje, no entanto, a utilização do coentro está focada na indústria culinária – devido ao sabor dessa planta e das suas propriedades digestivas.

“Mencionado na Bíblia e encontrado nos túmulos dos faraós, o coentro vem sendo cultivado há milênios em virtude de suas folhas, raízes e sementes aromáticas.”

Óleo Essencial de Coentro

O óleo essencial de coentro é obtido a partir da destilação dos frutos maduros (sementes) da planta. Trata-se de um óleo incolor ou amarelo-pálido de aroma doce e levemente picante. Seu principal componente é o linalol, em média 70%, e aproxima-se de 30% a quantidade de hidrocarbonetos, como alfa-pineno, nopineno, dipenteno e p-cimeno (um intermediário para a obtenção de musks sintéticos, como mosqueno, tonalídeo e pantolídeo). Por fim, tem-se ainda os constituintes minoritários, como geraniol, citronelol, borneol, cânfora e, às vezes, vestígios de aldeídos. Em pequenas doses, este óleo possui propriedades excitantes, mas em altas ocasiona uma espécie de embriaguez. Sua superdosagem produz fenômenos tóxicos, mas sem efeitos convulsivos. É empregado na farmacopéia para corrigir o sabor e cheiro desagradáveis de certos medicamentos (ex. certos purgantes à base de sene) e, na indústria, na aromatização de bebidas alcoólicas e na fabricação de perfumes. Como exemplo da sua utilização em perfumaria, tem-se o Ops!, do Boticário, e suas notas quentes (e ao mesmo tempo doces) se misturam perfeitamente com os óleos de sálvia esclaréia e bergamota. (*) o valor comercial deste óleo depende do conteúdo de linalol, que pode ser dosado por formilação pelo anidrido aceto-fórmico, a frio, ou por acetilação pelo cloreto de acetilo.

Linalol_Art

Atenção: o óleo essencial obtido de toda a planta, incluindo os frutos verdes, apresenta um aroma desagradável e composição química completamente diferente, sendo constituído, basicamente, por aldeídos alifáticos (até 95%).

Comprar Óleo Essencial de Coentro

Óleo Essencial de Coentro

Produto: Óleo Essencial de Coentro
Marca: QUINARÍ

Mostrando 4 comentários
  • Jonas
    Responder

    No coentro, o teor de linalol é 50% maior nos frutos maduros do que nos verdes.

  • Raquel Machado Kremer
    Responder

    Faço uma sinergia de óleo essencial de coriandro associado ao óleo esencial de cipreste para não ter dor de cabeça e nariz trancado quando como frituras, chocolate…tudo que é gostoso e proibido para quem tem fígado e vesícula lentos. Diluo em azeite de oliva ou óleo de girassol puros. Tenho observado que melhora substancialmente meu estado emocional. Acabei com uma enxaqueca crônica com esta sinergia.
    Pesquisando descobri na homeopatia que o coentro fortalece o baço e o cipreste dilui gorduras. Segundo a medicina chinesa, o baço recebe as emoções úmidas como tristeza, frustação, excesso de preocupações e consequente choro. O fígado recebe a raiva e a irritação. Concluo ser esta a origem da minha enxaqueca e de muitas mulheres.

    • TUANY FERNANDES DE ALMEIDA
      Responder

      Raquel, gostaria , se fosse possível, que me diga como é essa receita de óleos para enxaqueca. Sofre desse mal terrível. Ficaría grato se enviasse p/ o e-mail.

  • Luiz Dourado
    Responder

    Gostaria de saber se é de uso interno

Deixe um comentário

Curso de Aromaterapia

Aprenda a como utilizar toda a energia dos Óleos Essenciais ao seu favor.

img-aromaterapia
error: Conteúdo protegido!