Óleo Essencial de Benjoim

Óleo Essencial de Benjoim

CLIQUE ABAIXO PARA:

Ideal para:
  • Pratica diária da aromaterapia.
Ideal para:
  • Pessoas comuns (CPF)
    que desejam complementar
    suas rendas;
  • Lojas de aromaterapia;
  • Lojas de produtos naturais;
  • Lojas veganas;
  • Farmácias de manipulação.
Ideal para:
  • Industrias de cosméticos;
  • Industrias de perfumaria;
  • Industrias farmacêuticas;
  • Industrias alimentícias.
Óleos Aromaterapia QUINARÍ

Ao comprar óleos essenciais, exija qualidade!
Compre óleos essenciais da QUINARÍ.
WhatsApp: (42) 99949 1304.

Nome

Óleo Essencial de Benjoim / Benzoin Resin oil

Nome científico

Styrax
benzoin

Componente de destaque

Ácido Benzóico e
Ácido Cinâmico

Descrição

Líquido de coloração castanho-escuro que possui um agradável odor doce-balsâmico, semelhante à baunilha.

Principais aplicações

Fabricação de fragrâncias e perfumes, como fixador de notas de âmbar e baunilha. Na indústria de alimentos e bebidas, é empregado como flavorizante de produtos com baunilha, caramelo, etc., e como conservante. Na aromaterapia, é utilizado como antisséptico de uso geral, cicatrizante e expectorante.

Escrito por Wagner Azambuja
Curso de Aromaterapia

Benjoim

O benjoim (Styrax benzoin) é uma árvore nativa do sudeste da Ásia, Java e Sumatra que desde a antiguidade vem sendo apreciada e utilizada por suas mais diversas propriedades. Conhecida pelos árabes por “Luban-Jawi”, ou incenso de Java, trata-se de uma espécie de casca cinzenta, com folhas simples e delicadas flores brancas que pode atingir até 15 m de altura. Seu cultivo é bastante popular em vários países, pois, por meio de incisões feitas no seu tronco, é possível obter uma valiosa resina amarelada de odor balsâmico a qual, ao entrar em contato com o ar, torna-se dura e quebradiça. De sabor a princípio adocicado, passando a levemente picante e acre, esta resina vem sendo utilizada nos mais variados ramos da indústria – sendo encontrada, geralmente, sob a forma de fragmentos irregulares.

“Em diversos países, as árvores de benjoim começam a ser exploradas a partir dos sete anos de idade e são consideradas produtivas até os vinte, sendo que os três primeiros anos de coleta rendem as melhores resinas.”

Óleo de Benjoim

Praticamente insolúvel em água, esta resina, quando dissolvida em um solvente compatível, dá origem ao óleo resina de benjoim (benzoin resin oil), um líquido de coloração castanho-escuro que possui um agradável odor doce-balsâmico, semelhante à baunilha. Na perfumaria, foi primeiramente utilizado como fixador e era tão importante quanto o olíbano e a mirra para os rituais de perfumes mais antigos, o qual era a fragrância preferida da Rainha Isabel I. É composto por aproximadamente 20% de ácido benzóico, 20% de ácido cinâmico e pequenas quantidades de benzaldeído, estirol e vanilina. Aliás, esta é a composição do óleo de benjoim de Sumatra. Outro óleo, o de benjoim do Sião (Siam benzoin), não contém ácido cinâmico, sendo o ácido benzóico o seu constituinte majoritário, cerca de 38%. Independentemente da procedência, o óleo de benjoim é produzido em especial na Ásia, onde acaba sendo exportado para todos os cantos do mundo.

Como exposto, o óleo de benjoim é rico em ácido benzóico, um poderoso agente conservante bastante empregado na indústria. Por esta razão, uma das principais características do óleo é seu “efeito conservante” – o qual é muito utilizado em produtos de apelo natural, pois, além de conservá-los, ele também contribui com o seu potencial terapêutico. Na Malásia, o óleo de benjoim sempre teve fama de antisséptico, afinal, desde a antiguidade ele vem sendo usado para tratar as mais diversas infecções, sobretudo vaginais. Ainda, ele também apresenta atividades expectorantes, cicatrizantes e rejuvenescedoras. Para finalizar, na alta perfumaria, é considerado um ingrediente insubstituível, pois além de oferecer um toque doce-aveludado, trata-se de um excelente fixador em pequenas proporções, que ajuda a estender o tempo de permanência do perfume na pele sem ser adverso à composição. Está presente em vários perfumes famosos, como no Allure pour Homme (1999), de Chanel.

Óleo Essencial de Benjoim
Curso de Óleos Essenciais e Aromaterapia

O óleo de benjoim é rico em ácido benzóico, um poderoso agente conservante bastante empregado na indústria. Por esta razão, uma das principais características do óleo é seu “efeito conservante” – o qual é muito utilizado em produtos de apelo natural, pois, além de conservá-los, ele também contribui com o seu potencial terapêutico.

Comprar Óleos Essenciais

Óleos Aromaterapia QUINARÍ

Ao comprar óleos essenciais, exija qualidade!
Compre óleos essenciais da QUINARÍ.
WhatsApp: (42) 99949 1304.

imagens
Mostrando 4 comentários
  • Andre
    Responder

    Posso usar esse óleo para fabricar sabonete artesanal glicerinado? Qual seria a quantidade indicada para cada kilo de glicerina sólida?
    Obrigado

    • Joana
      Responder

      André, 1 gota de óleo essencial equivale a 30 xícaras de chá. Faça um curso de aromaterapia.
      Você vai amar! Recomento os cursos do IBRA.

  • Edneia Batista de Assis
    Responder

    Quero colocar na máscara para cabelo como vou utilizar? Obrigada

    • Nélia
      Responder

      De maneira geral, se for a óleoresina, são uilizadas na proporção de 10% para formulações cosméticas, como máscaras por exemplo. e se for o óleo essencial, utiliza-se de 1 a 2%.

Deixe um comentário

Curso de Aromaterapia

Aprenda a como utilizar toda a energia
dos Óleos Essenciais ao seu favor.

error: Conteúdo protegido!