Ficha Técnica de um Óleo Essencial

Ficha Técnica de um Óleo Essencial

Ficha Técnica de um Óleo Essencial

 

A ficha técnica de um óleo essencial tem como objetivo fornecer ao interessado diversas informações a respeito de um determinado óleo. De maneira clara e objetiva, ela reúne desde alguns dados sobre a espécie da planta cujo óleo foi extraído até certos parâmetros técnicos que mais parecem coisa de químico ou aromaterapeuta profissional. Mas só parecem, afinal, interpretar uma ficha técnica não exige que o indivíduo seja um expert no assunto – basta, é claro, ter em mãos um guia (uma colinha) conforme o que se segue. Com o tempo, todos esses termos se tornam familiares e a “compreensão” do universo dos óleos essenciais passa a ser muito mais completa e prazerosa.

Nome popular e botânico: refere-se, é claro, ao nome popular e botânico da planta cujo óleo foi extraído.

Ativos/princípios majoritários: lista os principais constituintes químicos do óleo essencial.

Densidade: medida da divisão entre a massa de um óleo essencial e o volume que ele ocupa, sendo massa/volume (gramas/mililitros). Como o volume sofre variação com a temperatura, há necessidade de se expressar em qual temperatura foi realizada essa medição. Normalmente, a 20º C. Lembrando: a densidade da água tem o valor 1. Então, os óleos essenciais com valores de densidade inferiores a 1 permanecem sobre a água (“bóiam”) quando misturados. E os óleos essenciais com densidade maior que 1 permanecem abaixo da água (“afundam”) quando misturados. Normalmente os óleos de raízes são mais densos que a água. Os equipamentos utilizados para realizar tal medição são a vidraria picnômetro e a balança analítica.

Atividade óptica: muitos componentes dos óleos essenciais possuem a propriedade de girar o plano de luz polarizada, que são os opticamente ativos. Estes componentes são denominados dextrógiros, quando giram a luz para a direita, ou levógiros, quando a giram para a esquerda. Então, esta propriedade é uma medição do ângulo de rotação óptica. Como existem muitos componentes no óleo essencial, esta medida será a resultante final da atividade de todos os componentes do óleo. Os produtos sintéticos não apresentam esta propriedade, deste modo, esta característica auxilia na verificação da pureza de um óleo essencial. O equipamento utilizado é o polarímetro e a medida é realizada a 20º C.

Índice de refração: indica quanto que o feixe de luz, ao passar pelo óleo essencial, é refratado em relação ao seu percurso original no vácuo. Esta propriedade é extremamente conhecida pela população indígena, que a corrige no ato de pescar em águas translucidas, mirando o alvo a ser atingido pela flecha. Outro exemplo desta propriedade é a imagem do lápis em um copo de água, estando parcialmente imerso. O equipamento utilizado é o refratômetro. Esta medição é realizada a 20º C. Os produtos sintéticos ou adulterados possuem índices de refração distintos; assim, este parâmetro também pode ser utilizado para confirmar a pureza de um óleo essencial.

Solubilidade em etanol: medição analítica de quanto o óleo essencial se solubiliza em etanol. Esta propriedade indica a quantidade de compostos oxigenados no óleo essencial: quanto maior a quantidade de componentes com oxigênio, mais solúvel será o óleo essencial em etanol. Esta propriedade permite monitorar a adição de adulterantes, pois eles diminuem a solubilidade do óleo essencial em etanol. O equipamento utilizado é a vidraria bureta e o procedimento é a titulação.

Coloração: a coloração dos óleos essenciais apresenta variação do quase incolor ao amarronzado, passando pelos tons amarelos, laranjas e avermelhados. Temos como exceção o óleo essencial de camomila azul ou alemã (Matricaria recutita). Este óleo essencial possui uma coloração azul turquesa devido à presença do componente químico camazuleno. Este componente é obtido durante o processo de extração a vapor, pela reação química do componente matricina ou procamazuleno que se transforma em camazuleno. Equivocadamente, em algumas literaturas, é atribuída a coloração azul ao azuleno. Azuleno é o nome do núcleo químico da molécula. Existem outros óleos essenciais que, por possuírem componentes com a estrutura química do núcleo azuleno, também apresentam coloração azul. No entanto, não existe óleo essencial com coloração rosa choque, vermelho sangue ou outra coloração forte.

Nota perfumística: é um dado que interessa mais ao perfumista (formulador de misturas aromáticas) do que ao aromaterapeuta. As notas são classificadas em relação à velocidade de saída, ou seja, de volatilização ou evaporação de um óleo após a abertura do frasco. Ver abaixo:

– Notas de saída (primeira fragrância a sair do frasco ao ser aberto): bergamota, limão, laranja, lavanda, petitgrain, outros.
– Notas de corpo (permanecem de 3 à 4h após a aplicação da mistura perfumística): cravo, rosa, jasmim, ylang ylang, outros.
– Notas de fundo (permanecem após 4h da aplicação da mistura perfumística, podendo alcançar mais de 24h): olíbano, vetiver, outros.

Deste modo, uma mistura perfumística deve conter uma combinação balanceada de óleos essenciais entre essas três notas.

Outra classificação de notas é em relação à característica do aroma, denominada classificação olfativa: notas e acordes. Assim, temos a seguinte classificação de acordo com a sensação olfativa:

– Notas: ambarada, animal, aquática, aromática, balsâmica, florais, verde, herbal, cítrica, íris, couro, musgo, musk, especiarias, tabaco, madeiras.
– Acordes femininos: chipre, cítrico, floral, oriental.
– Acordes masculinos: aromáticos, cítrico, oriental, amadeirado.

Parte da planta da qual o óleo foi extraído: se foi extraído das folhas, lenho, rizomas, resina, pétalas e outros.

Método de extração: refere-se ao método empregado para a obtenção do óleo, que pode ser por arraste de vapor, prensagem a frio, solvente, hidrodestilação, CO2 hipercrítico e outros.

Lote: número que identifica o óleo essencial.

Validade: o prazo de validade é o tempo em que o fabricante se responsabiliza pela integralidade do óleo essencial, desde que mantido em condições adequadas de armazenamento.

Deixe um comentário

error: Content is protected !!