Tratamento Anti-celulite com Óleos Essenciais

extracaooetopo

Na hora de comprar óleos essenciais, exija qualidade!
Compre óleos essenciais da QUINARÍ!

Celulite

Celulite

É o resultado de uma alteração que ocorre no tecido gorduroso sob a pele, reduzindo a circulação neste local e distorcendo o tecido conjuntivo de suporte – que externamente dá o aspecto “casca de laranja”.

É uma doença?

É uma doença?

A celulite estética, que apenas marca o corpo com “furinhos” geralmente não causa danos à saúde e, por esta razão, não é considerada uma doença por boa parte dos médicos. Já a celulite infecciosa é, sim, considerada uma doença, afinal ela resulta de uma inflamação no tecido subcutâneo e pode ser letal.

Óleos Essenciais contra a Celulite Estética

Óleos Essenciais contra a Celulite Estética

Vários são os óleos essenciais que podem melhorar consideravelmente o aspecto “casca de laranja” resultante da celulite estética, dentre eles:
● Alecrim
● Cipreste
● Laranja amarga
● Laranja doce
● Lavanda
● Limão
● Toranja (grapefruit)
● Zimbro (junípero)

Escrito por Wagner Azambuja
img-curso-aromaterapia

Celulite

A celulite, de nome técnico lipodistrofia ginóide, é o resultado de uma “alteração” que ocorre no tecido gorduroso sob a pele, reduzindo a circulação neste local e distorcendo o tecido conjuntivo de suporte – que externamente dá o aspecto “casca de laranja“. Rara nos homens, esta manifestação acomete mais de 90% das mulheres e sua origem está ligada a um conjunto de fatores, como predisposição genética, distúrbios hormonais – especialmente na puberdade, gravidez e climatério – sedentarismo, má alimentação, estresse, tabagismo e outros. Não é considerada uma doença por boa parte dos médicos e, conforme o grau da manifestação, ela realmente pode ter o seu quadro reduzido com a adoção de hábitos de vida mais saudáveis e de tratamentos dermatológicos. É ai, então, que entram os óleos essenciais, produtos 100% naturais de eficácia comprovada que estão conquistando um espaço cada vez maior na guerra contra as celulites – óleos que, aliás, estão presentes na composição de vários cremes para este fim.

Celulite e Óleos Essenciais

Os óleos essenciais, para quem não os conhece, são produtos quimicamente complexos formados por múltiplos elementos ativos que atuam das mais diversas formas no organismo humano. No combate às celulites, a associação (sinergia) entre os óleos essenciais de laranja amarga (Citrus aurantium) e zimbro/junípero (Juniperus communis) tem apresentado excelentes resultados. Afinal, o óleo de laranja amarga tem efeito lipolítico comprovado, pois é capaz de estimular os receptores beta3-adrenérgicos e inibir, em paralelo, a enzima fosfodiesterase, tal como a cafeína, conforme cita Dallas (2008) em “Lipolytic effect of a polyphenolic citrus dry extract of red orange, grapefruit, orange (SINETROL) in human body fat adipocytes. Mechanism of action by inhibition of cAMP-phosphodiesterase (PDE)”. Tecnicamente, ao inibir a fosfodiesterase, este óleo aumenta a atividade da AMPK, que é a Proteína Quinase Ativada por AMP – trazendo mais glicose para as células (para a produção de ATP) e elevando, ao mesmo tempo, a meia vida do AMPc intracelular. Resultado: lipólise (quebra das moléculas de gordura). Já o óleo de junípero, além de estimular a circulação, ainda tem um pronunciado efeito desintoxicante, que, por si só, é capaz de atenuar os efeitos da celulite que se enquadram nos graus mais leves desta manifestação. No entanto, esta associação exige um certo cuidado, pois de acordo com o The Research Institute for Fragrance Materials, a concentração máxima do óleo de laranja amarga em produtos cosméticos deve ser de até 1,25% por conta da fototoxicidade das furanocumarinas que o compõem. Ou seja, na concentração errada (em excesso), este óleo pode provocar machas na pele pela exposição ao Sol. Ademais, além destes, há diversos outros óleos que podem ser explorados para este fim. Dentre eles:

Alecrim: que atua como vasodilatador periférico;
Cipreste: vasoconstritor;
Laranja amarga: de efeito lipolítico;
Laranja doce: depurativo;
Lavanda: de ação antiinflamatória, bactericida e cicatrizante;
Limão: poderoso estimulante;
Toranja (grapefruit): vasodilatador periférico;
Zimbro (junípero): diurético, desintoxicante e ativador renal.

No combate às celulites, os óleos essenciais também devem ser utilizados em associação com outros óleos, os vegetais. Isto porque os essenciais são super concentrados e o seu uso na forma pura pode ocasionar problemas como alergias, irritações e até queimaduras. Então, neste caso, os óleos vegetais servem “de base” ou “de veículo” para os essenciais cujos mais empregados são: o de amêndoas doce – que contém vitaminas A e B e apresenta alto poder penetrante, o de gérmen de trigo – rico em vitamina E e o de semente de uva – que possui alta concentração de ácidos graxos poliinsaturados e ajuda a balancear o pH da pele. Quanto à proporção, em média, costuma-se utilizar de 40 a 50 gotas de óleo essencial para cada 100 ml de óleo vegetal. PS: além do óleo vegetal, algumas pessoas ainda adicionam os óleos essenciais aos cremes comerciais anti-celulite. Isto pode ser feito, porém, é necessário que se garanta a total compatibilidade entre os vários elementos da formulação, para que não exista degradação ou inativação de ativos.

No combate às celulites, a associação (sinergia) entre os óleos essenciais de laranja amarga (Citrus aurantium) e zimbro/junípero (Juniperus communis) apresenta excelentes resultados. Afinal, o primeiro possui um efeito lipolítico comprovado e o segundo, além de estimular a circulação, ainda demonstra um poderoso efeito desintoxicante.

Óleo de Massagem para Celulite

● 100 ml de óleo vegetal de semente de uva;
● 15 gotas de óleo essencial de laranja amarga;
● 15 gotas de óleo essencial de limão;
● 15 gotas de óleo essencial de zimbro/junípero.
(que deverá ser armazenado em frasco âmbar de vidro)

Com relação à massagem, é importante que ela obedeça ao “sentido da linfa”. Afinal, esta técnica de massagem, conhecida por drenagem linfática, estimula o sistema linfático a trabalhar mais rápido – o que desobstrui os canais da pele e ajuda a eliminar os inchaços causados pelo acúmulo de toxinas. Basicamente, os movimentos da drenagem linfática são suaves e precisos, em forma circular e espiralada. Então, no caso das coxas, por exemplo, deve-se – em pé – colocar uma das pernas sobre uma superfície um pouco mais alta (como um banquinho) e massagear a coxa em direção a virilha em movimentos alternados por 10 minutos. Para finalizar, está comprovado que os óleos essenciais podem, de fato, atenuar os efeitos de qualquer grau de celulite. Entretanto, devido à sua origem multifatorial, é importante ter em mente que a melhora dos quadros será proporcional a soma dos métodos escolhidos para combatê-la – que vão da reeducação alimentar aos mais diversos tratamentos terapêuticos.

Showing 5 comments
  • fernanda
    Responder

    amei as dicas era tudo o q eu precisava

  • Norma Arruda
    Responder

    Boa Noite! Estou cursando o Técnico em estética e no momento estudando o módulo de aromaterapia…estou amando e esse artigo me ajudou muito.Obrigada! Add no facebook.

  • ELIZANGELA CAVALCANTE
    Responder

    muito bom..vou por em pratica, obrigada isso é muito util..pra aumenttar a auto estima da mulher

  • Eliana
    Responder

    Olá, eu trabalho com massagem e adoro este site.
    gostaria de ter esse artigo.
    Podem me enviar?

  • Laurinda Sacramento
    Responder

    Parabéns!!!
    Quanto a formulação para FEG/HLDG neste artigo.
    Qual a validade desta mistura armazenada neste frasco âmbar?
    E +/- quantas sessões da pra fazer?
    Os tratamentos e terapias com aromaterapia podem ser feitos quantas vezes na semana e qual o numero máximo de sessões que podem ser aplicadas?

    bjss
    Obrigada!!

Deixe um comentário

error: Content is protected !!
Cosméticos Orgânicos e Naturais