Óleo Essencial de Pau Rosa (Brazilian Rosewood)

Óleo Essencial de Pau Rosa (Brazilian Rosewood)
icon-gotaNome:
Óleo Essencial de Pau Rosa / Rosewood Essential Oil / Bois de Rose Essential Oil
icon-plantaNome Científico:
Aniba rosaeodora
icon-microscopioComponente de Destaque:
Linalol (linalool)
icon-fichaDescrição:
Líquido amarelo-dourado com um delicado cheirinho doce.
icon-potePrincipais aplicações:
Empregado em larga escala na fabricação de fragrâncias e perfumes (notas doces). Na aromaterapia, é utilizado em problemas de pele, desde acne a rugas e cicatrizes. Tem fama de afrodisíaco e também ajuda a combater a ansiedade e o estresse.

Escrito por Wagner Azambuja

 

Pau Rosa

 

O pau rosa (Aniba rosaeodora) é uma árvore de grande porte que pode atingir até 30 m de altura. Seu tronco, retilíneo e ramificado no ápice, forma uma copa pequena com casca pardo-amarelada ou pardo-avermelhada, que se desprende em grandes placas. Suas folhas são coriáceas ou rígido-cartáceas, simples, alternas, obovadas, elípticas ou obovado-lanceoladas, com cerca de 6-25 cm de comprimento e 2,5-10 cm de largura; margens recurvadas ou planas, face superior glabra e verde-escura e inferior pilosa e amarelo-pálida. Suas flores são amarelo-ferruginosas, hermafroditas e diminutas, dispostas em panículas subterminais. Possuem dois verticilos de tépalas; nove estames distribuídos em três verticilos com três estames em cada e ovário central, súpero e com apenas um óvulo. Quanto à reprodução, esta é feita por fecundação cruzada, garantida pela ocorrência de dicogamia sincronizada. E o fruto, apresenta-se como uma baga glabra de coloração violáceo-escura, elipsóide ou subglobosa, com cerca de 2-3 cm de comprimento e 1,5-2 cm de diâmetro; com exocarpo fino e polpa carnosa de coloração amarelo-esverdeada; inserido em uma cúpula espessa de 1 cm de comprimento e provida de lenticelas lenhosas.

 

O pau rosa ocorre no Brasil, Guiana Francesa, Suriname, Guiana, Venezuela, Peru, Colômbia e Equador. No Brasil, é encontrado no Norte do país, em especial nos Estados do Amapá, Pará e Amazonas, onde prefere as cabeceiras dos igarapés em suas partes mais altas, tanto em latossolos amarelos e vermelhos quanto em solos arenosos. Entretanto, trata-se de uma espécie ameaçada de extinção, pois, a partir da década de 20, sua madeira foi maciçamente explorada de maneira não sustentável para a obtenção de seu óleo essencial, rico em linalol.

Os pau-roseiros, aqueles que fazem a prospecção da espécie para uma destilaria, classificam a árvore do pau rosa em 5 tipos diferentes: itaúba, imbaúba, preciosa e mulatinho. A que leva o nome de “mulatinho” é, geralmente, a mais cobiçada em virtude do alto teor de óleo essencial. Esta apresenta casca que cai em escamas, madeira escura e com densidade elevada – que submerge quando as toras recém cortadas são colocadas nos rios.

História do Óleo Essencial de Pau Rosa

 

A extração do óleo essencial de pau rosa teve início na França, em 1875, através da madeira proveniente da Guiana Francesa. No Brasil, este óleo, ou bois de rose oil, foi o primeiro óleo a ser extraído em larga escala e exportado pelo nosso país. Sua exploração começou em 1925, inicialmente no Pará e depois no Amazonas, para substituir a produção franco-guianense que vinha se perdendo em decorrência do intenso corte de árvores. Dois anos depois, já em 1927, a produção nacional atingiu as 200 toneladas, não existindo, porém, mercado para absorver todo o óleo extraído. Daí em diante, a produção só aumentou, atingindo seu auge na década de 60, quando cerca de 500 t anuais eram produzidas e exportadas. Após este período, entretanto, a produção entrou em declínio, pois, além da entrada do linalol sintético no mercado, a própria árvore de pau rosa começou a desaparecer em virtude da sua exploração não sustentável – o que obrigou os produtores a penetrarem cada vez mais fundo na floresta, com o conseqüente aumento de custo. Hoje, felizmente, a realidade é bem diferente. O pau rosa, antes incontrolavelmente explorado, passou a fazer parte de programas de reflorestamento e ganhou a proteção da lei quanto ao corte da madeira, fato que resultou no desaparecimento de várias destilarias clandestinas bem como na queda da produção de óleo, agora limitada a pouquíssimas usinas (cerca de dez, que funcionam durante seis meses do ano na estação chuvosa da região).

Óleo Essencial de Pau Rosa

 

O óleo essencial de pau rosa é um líquido amarelo-dourado que apresenta um delicado cheirinho doce. Seu rendimento, a partir do lenho, encontra-se entre 0,7 e 1,2% e contêm uma concentração elevada de linalol, mais especificamente do estereoisômero levorrotatório deste elemento, o (3R) -(-)- linalol. O linalol é, sem dúvida, o componente “chave” por detrás deste óleo, que ficou famoso após o perfumista Ernest Beaux apresentá-lo à estilista Coco Chanel, em Paris, que posteriormente o incorporou à sua mais famosa fragrância, o Chanel N°5 – usado por celebridades como a rainha da Inglaterra e a atriz Marilyn Monroe. No Brasil, atualmente, produz-se cerca de 20 a 70 barris de 180 Kg cada de óleo essencial por ano, na estação das chuvas. Como não poderia deixar de ser, quase 100% da produção é exportada para a utilização em perfumaria fina. O pouco que sobra, entretanto, acaba sendo absorvido pelos mais diversos mercados, como o da aromaterapia. Na aromaterapia, o óleo de pau rosa é muito utilizado em problemas de pele, desde acne a rugas e cicatrizes. Também tem fama de afrodisíaco, combate a ansiedade, o estresse e pode ser usado por qualquer pessoa, desde que diluído em algum óleo vegetal, como o de semente de uva.

Linalol_Art

Óleos de outras espécies do gênero Aniba também contém linalol. A Aniba parviflora, por exemplo, planta conhecida popularmente como macacaporanga, é uma espécie nativa da Amazônia cujo óleo essencial apresenta em média 35% de linalol. Bastante aromática, sua madeira e seus ramos, quando secos e transformados em pó, são utilizados como sachês e em banhos de cheiro pela população local.

 

Cheirinho de Linalol

 

Um estudo publicado em 2006 na U.S. National Library of Medicine mostrou detalhes dos efeitos fisiológicos da inalação dos isômeros quirais (+) linalol e (-) linalol por humanos. Neste estudo, conduzido pelo prestigiado Dr. Hoferl, um grupo de voluntários foi submetido a estes componentes em uma concentração inferior ao limite de detecção olfativa. Ou seja, não era possível perceber, através do olfato humano, o que havia no ar. Além disto, para evitar a influência subjetiva de suas expectativas, o grupo teste também não sabia sobre qual dos componentes, e em que momento, estavam sendo expostos. Ao término, os resultados indicaram claramente que ambos os isômeros exercem efeitos no sistema endócrino, com a redução do nível de cortisol no fluido oral, induzindo assim ao relaxamento. Ainda, o isômero (+) linalol demonstrou ser um agente ativador, quando avaliado frente à atividade eletrodérmica, aumentando o estado de alerta, e, o isômero (-) linalol demonstrou ser um agente relaxante, quando avaliado frente à atividade cardíaca, provocando o alívio do estresse. Por outro lado, o grupo controle, que nada recebeu, nenhum efeito apresentou – validando assim os resultados. Mais tarde, em 2009, um outro estudo, igualmente publicado na U.S. National Library of Medicine, também demonstrou os efeitos relaxantes via inalação do (-) linalol. Neste, ratos submetidos ao estresse por isolamento durante 2 horas apresentaram significativas alterações de parâmetros hormonais (corticosterona e adrenocorticotrófico) e sanguíneos, bem como de genes ligados ao estresse, que foram reduzidos, os quais serviram como marcadores na validação dos resultados. Diante do exposto, é possível afirmar que o cheirinho de linalol, além de delicioso, influencia diretamente o nosso organismo, ajudando a reduzir o estresse e a manter o equilíbrio emocional.

Óleo Essencial de Pau Rosa (folhas)

 

Com a finalidade de preservar o pau rosa, representantes do Instituto de Química da UNICAMP, da Universidade Federal do Pará, do Museu Goeldi e do Instituto Pró-Natura, dentre outros – como da própria Chanel Paris, deram início a um projeto cujo objetivo é obter, em larga escala, o óleo essencial das folhas do pau rosa, portanto sem a necessidade de derrubada das árvores. Para isso, eles fizeram uma alteração nesta espécie e conseguiram obter uma árvore menor e com uma copa mais ampla em relação àquelas encontradas na natureza. Com a colaboração de produtores da região, este projeto encontra-se em andamento e já existe uma pequena produção de óleo. Este óleo, que já ficou conhecido por Green Rose Oil, é obtido por um processo semelhante ao tradicional, mas apresenta um rendimento maior, algo em torno de 1,5%, e contém aproximadamente 81% de linalol, com características sensoriais próximas às do óleo da madeira bruta. Entretanto, como se trata de um projeto ainda recente, não é possível fazer qualquer afirmação quanto a sua “aceitação” pelo mercado.

 

Entrevista com o Prof. Dr. Lauro E.S. Barata, pesquisador associado do Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) que desde 2001 vem desenvolvendo um belíssimo trabalho de extração sustentável do óleo essencial de pau rosa, a partir de suas folhas.

(*) até o momento, a melhor fonte de óleo essencial para as casas de perfumaria tem sido aquela proveniente da madeira bruta de culturas maduras (com no mínimo 20 anos), pois essas atendem às especificações de características e buquês exigidos.
(*) o Chanel N°5 foi lançado no dia 5 de maio de 1921 e foi o primeiro perfume do gênero a mesclar óleos essenciais de flores com aldeídos, substâncias obtidas por síntese química. Dentre os óleos presentes na sua formulação estão: jasmim, neroli (flor de laranjeira), pau rosa amazônico, sândalo, vetiver e ylang-ylang.
Showing 34 comments
  • MAILENE
    Responder

    GOSTARIA DE ADIQUIRIS OLEO DE ROSAS E JASMIM.

  • Elisabeth Casagrande
    Responder

    Wagner, parabéns. Um dos texto muito informativo e claro sobre o pau-rosa.Abraço. Elisabeth

  • Maurino J. Schulze
    Responder

    Até que em fim existem brasileiros e instituições que se interessam por preservar o pau rosa, está de parabéns a UNICAMP.

  • Francisco da Silva Dantas
    Responder

    Moro no estado do amazonas mais tenho pouca informação tecnica sobre o pau rosa, gostaria de saber a produção p/ ha e esparçamento.

  • Edson carlos ferreira de moraes
    Responder

    Bom dia foi de grande ajuda as informações !

  • Edson carlos ferreira de moraes
    Responder

    Gostaria de ter o E-mail do Prof . fasço parte do checheurs de d art e estou desenvolvendo uma pequena pesquisa sobre o pau rosa aqui na guyana franceise .

  • Carla ferreira
    Responder

    Olá, estou procurando no site para comprar o óleo essencial de pau rosa, mas não estou encontrando.
    Esse óleo não está mais sendo fabricado?
    Estou no aguardo.
    Obrigada.

    • Jaison
      Responder

      Tenho a árvore onde é extraído o óleo. . Contato 69 85058053

      • Lucia soares
        Responder

        Cheguei recente dia 23 de maio, de Manaus e trouxe um pouco do liquido,não pude trazer mais pois estava com rxcesso de bagagem , por qto vc venderia o litro.

      • Elaine Burini
        Responder

        Jaison, tenho interesse em comprar o óleo essencial de pau rosa, vc. Vende? Qual o preço .
        Qual é sua cidade e estado?
        Aguardo retorno.
        Meu cel. 11 999168080
        Elaineburini@yahoo.com.br

    • Paulo
      Responder

      Tenho uma usina pronrto pra produzir oleo de pau rosa ! Mas nao encontro comprador! Contato 97 991551614

      • Elaine Burini
        Responder

        Gostaria de comprar óleo essencial de pau rosa, meu cel. 011 999168080, caso vc. Comercialize favor entrar em contato. Pelo cel. Ou e-mail elaineburini@yahoo.com.br.
        AguRdo retorno grata.

        Elaine Burini

      • Marcelo
        Responder

        Estou interessado em investir na produção, mas preciso de mais informações sobre a situação da sua usina e de toda a estrutura existente. Se possível, entre em contato.

    • WAGNER ALMEIDA
      Responder

      MEU PAI TINHA UMA USINA DE PAU ROSA NESSE PERIODO POREM NAO ERA LEGALIZADO,TEMOS TERRENOS QUE BASTANTE PAU ROSA E EUESTOU A PROCURA DE PARCEIROS PARA REABRIR A USINA E SER TODO LEGALIZADO

      • doris reis cardoso
        Responder

        Meu filho Leomar Reis Bittencourt – veterinário procura parceria para o plantio do Pau Rosa na região amazônica em APUÍ.
        Como no momento ele está sem internet para contactá-lo tel 0XX97 9 9157 3194 VIVO ou através do meu e-mail

      • doris reis cardoso
        Responder

        Moro em Minas Gerais. Meu filho LEOMAR REIS BITTENCOURT (Veterinário) reside na zona rural de APUI no Amazonas e tem interesse grande no plantio do Pau Rosa,e,inclusive tem as terras apropriadas para o plantio. Estou falando em nome dele devido a falta da internet no lugar onde ele reside. O telefone dele é: 00 XX 97 9 9157 3194 . Qualquer contato estou à disposição para ajudar vocês. Ai está meu e-mail: doriswag@hotmail.com e meu telefone: 34 9250 1934 ou 34 9 9921 6235. ou 34 32357533 em Uberlândia – MG

        • Genival
          Responder

          Olá Doris sou finalista do curso superior de agroecologia do IFAM (Manaus), e estou iniciando um trabalho de estudo no plantio e aproveitamento sustentável do pau rosa com o objetivo de investir comercialmente na produção do mesmo, e necessito de campo para estudo e plantio talvez possamos entrar em acordo,( com seu filho).

      • André Pires santos
        Responder

        preciso de sementes de pau rosa

  • Ana Maria Silva Lopez
    Responder

    Muito bom texto, bem explicativo. Ganhei há uns anos atrás o óleo de pau rosa de um índio… Gostaria de saber como usá-lo em seu estado virgem!

  • Ranildo Brandão
    Responder

    Bom dia, moro no estado de Roraima e gostaria de saber como faço para começar um plantio de pau rosa, e como faço para conseguir mudas ou sementes.

  • HELIO GOMES DA SILVA
    Responder

    Sou do interior da Amazonas e desde criança vendo a destruição do pau-rosa, hoje aos meus 58 anos sou técnico em gestão ambiental e ocupo o cargo de subsecretario do meio ambiente do meu municio AUTAZES que no passado foi produtor de essência chegando a ter 2 usinas, pretendo criar um projeto para produção de mudas de pau rosa e incentivar o plantio na recuperação de áreas degradadas, gostaria que alguém mi ajude. obrigado

    • Marcelo
      Responder

      Também tenho interesse em investir. Podemos conversar a respeito. Por favor, entre em contato.

    • Genival
      Responder

      OLÁ Hélio, sou finalista do curso superior em Agroecologia do IFAM, Manaus, estou fazendo um estudo sobre o plantio do pau rosa e tenho o mesmo pesamento que você , quem sabe podemos trabalhar sobre isso .

  • Antonio Manoel
    Responder

    Olá como fazer para comprar óleo de pau rosa?

  • MARIA ELIDA
    Responder

    Boa Tarde! Gostaria de adquirir Óleo de pau-rosa ,poderiam informar onde encontrar? Moro em são Paulo capital. Obrigada!

  • Gustavo Betzel
    Responder

    Quero comprar semente de pau rosa! Caso alguém tenha ou saiba de alguém que tenha, entrem em contato.

  • lOPEZ
    Responder

    Estamos muy interesado en comprar aceite de pau rosa
    Consumo anual 250 litros
    Saludo lopez
    MULTIPRODUCTS, sl 0034 934175322
    Barcelona

  • Marilena Angeli
    Responder

    Gostaria de adquirir o Óleo Essencial de Pau Rosa. Por gentileza entrem em contacto comigo em meu e-mail.
    Marilena Angeli

    • Henrique
      Responder

      Eu possuo o óleo para venda

      • Giana Thais Kaufmann
        Responder

        Olá Henrique! Me chamo Giana. Estou desenvolvendo fragrâncias no doutorado aqui em Ouro Preto. Muitas das que desenvolvi levam o óleo essencial de pau-rosa nas suas formulações. O que eu tinha acabou e preciso fazer mais fragrâncias. Tu tens o óleo? Eu gostaria de comprar 50 a 100 mL. Qual seria o valor por favor?
        Obrigada

  • eula de fatima evangelista silva
    Responder

    so tecnica do meio Ambiente e gostaria de vcs de como fazer oleo essencial de plantas medicinais .

  • Ana Paula
    Responder

    Boa tarde.
    gostaria de saber como faco cha do Oleo de Pau Rosa.

  • vicente
    Responder

    Pretendo comprar o óleo para uso no combate ao estresse para meu filho, se puder faça contato, me dizendo o preço e como fazer para adquirir. mas tem que ser óleo legítimo, sem batismo.

  • Antônio Eurides Rocha
    Responder

    Recentemente estive em Manaus, comprei no mercado municipal de Manaus um vidro de 250 ml. na minha volta a Curitiba-PR, estou usando para passar no pé,
    tenho faceite plantar (esporao)exelente para curar e tirar as dores.
    Estou tendo melhora surpreendente.

Deixe um comentário