Hidrolato: A Água Perfumada

Escrito por Wagner Azambuja

 

O hidrolato, também conhecido por hidrossol, água floral ou água perfumada, é a água condensada resultante do processo de extração de um óleo essencial por arraste a vapor. Ou seja, neste método de extração, enquanto o vapor passa pelo condensador onde é resfriado, alguns elementos bioativos e aromáticos da planta se unem a água e não ao óleo essencial. Formam, então, o hidrolato, um produto que contêm boa parte das propriedades terapêuticas da planta cujo emprego, por parte das indústrias de cosméticos, perfumaria e aromaterapia, vem crescendo dia após dia.

“Curiosidade: diz-se que na França algumas fábricas de cosméticos recepcionam seus clientes e visitantes com um copo de hidrolato diluído em água e misturado com mel.”
 

 

O hidrolato, que nem sempre possui um cheiro agradável, apresenta Ph levemente ácido (5-6) – o que o torna pouco propício ao desenvolvimento de bactérias. Mas ele não é estéril e por isso deve ser armazenado nas mesmas condições dos óleos essenciais (lugar fresco, frasco âmbar de vidro e bem fechado). Se protegido, ele pode conservar suas propriedades químicas por até 3 anos. E muita atenção, pois há “falsos hidrolatos” que estão sendo produzidos diluindo óleo essencial puro (?) em água. Esses produtos, além de gerar dúvidas quanto à procedência da água, certamente não contêm uma série de outros componentes da planta que são solubilizados no hidrolato. Lembrando que a água do verdadeiro hidrolato, proveniente da extração de óleos essenciais, é pura e esterilizada, pois vem da condensação do vapor a temperaturas acima de 100 graus Celsius.

Showing 2 comments
  • MARCOS ANTONIO ALVES DA SILVA
    Responder

    GOSTEI DA VARIAÇÃO DAS ESSÊNCIAS. PARABÉNS.

  • rosana
    Responder

    Olá

    Já usei o de melaleuca, maravilhoooooossssssssssoooooooooo

Deixe um comentário